Sim, infelizmente há pessoas destituídas de sentimentos de compaixão, bondade e amor

Pessoas que agridem com as mãos, com palavras, com o olhar, com o comportamento. Chefes tiranos, negociantes gananciosos e uma categoria sem fim de vilões com os quais cruzamos nas esquinas de nossas vidas todos os dias. 

Maldade é ausência de amor. Pessoas más vivem à procura de vítimas e, frequentemente, as encontram entre as pessoas mais frágeis, bondosas e afetivas.

Os bons sofrem porque esquecem que também é bondade denunciar e não aceitar a maldade. Seja bom, mas não seja tolo. Ser conivente com a maldade é uma maneira de se aproximar da aquisição de seus hábitos. Saia desse âmbito de ação. Neutralize as possibilidades de que apliquem vilania à sua vida. Como disse Martin Luther King: “O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons.”
Trate o mal com o bem, amando o próximo, mas cuidado para não levar o inimigo para dentro de casa. Não desacredite da humanidade, mas não convide os vilões para jantar.

Compartilhe este texto com seus amigos!

Paz e Alegria,
Carlos Hilsdorf
Página Oficial: Carlos Hilsdorf