Talvez seja hora de dar uma pausa. Respire profundamente. Desacelere, concentre-se e lembre-se de uma passagem bem conhecida em nossas Bíblias:

“Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus.” Filipenses 4:6,7 

Para ser honesto, não tenho orado — definitivamente não tanto quanto assisti ou li as notícias. Passei mais tempo perseguindo manchetes do que falando com Deus sobre o coronavírus. Passei muito tempo conversando com amigos, lendo e-mails e vendo vídeos. Mas à medida que a dor de cabeça aumenta, é hora de orar mais e assistir e falar menos.

Você se juntaria a mim na tentativa de colocar a sabedoria em prática? Aqui estão alguns passos que poderíamos dar para começar. . .

Passo 1: Ore e fale com Deus sobre o coronavírus.

Podemos dizer a Ele que estamos com medo, e não sabemos por quê. Podemos listar todas as coisas ruins que achamos que podem acontecer, e pedir a Ele para procurar em nossos corações para examinar o porquê de nos sentirmos tão inquietos. Em vez de estocar suprimentos ou compartilhar mais artigos nas mídias sociais, podemos fazer uma pausa em oração, levando tempo para nos aproximarmos do nosso Refúgio.

Passo 2: Oferecer ação de graças.

Em Filipenses não diz apenas para falar com Deus sobre nossas preocupações, mas para falar com Deus sobre nossas preocupações com ação de graças. Podemos olhar para trás sobre nosso dia, semana, mês, ano ou vida, e louvar a Deus com gratidão por tudo que Ele fez até agora. A Ação de Graças nos obriga a considerar a linha do tempo de fidelidade de Deus, o que nos dá confiança enquanto pensamos sobre o que o futuro reserva.

Passo 3: Leia os Salmos.

Todos eles. Ou pelo menos um monte deles. Salmo 27 seria um bom lugar para começar. E rastreie quantas vezes o poeta está lidando com coisas que estão fora de seu controle. Alerta de spoiler: há muito! E preste atenção quantas vezes o poeta louva a Deus por aparecer e ajudá-lo.

Passo 4: Procure maneiras de servir os outros.

Lembra como Jesus tocou um leproso? Os seguidores de Cristo ao longo da história têm mostrado frequentemente esse mesmo tipo de amor e cuidado, e o coronavírus é outra oportunidade para fazer exatamente isso.

Talvez começar verificando um amigo e encorajando-os a confiar em Deus. Se você conhece alguém em risco ou em uma área de alto risco, procure e veja como eles estão aguentando. Se você conhece alguém que pode ser muito vulnerável, pense em maneiras de ajudá-los a protegê-los comprando mantimentos ou fazendo algumas refeições no freezer para que eles não tenham que sair de casa (apenas certifique-se de que não há nenhuma maneira de você ter o vírus primeiro). E o mais importante, pergunte a Deus o que Ele quer que você faça, e depois siga para onde Ele levar.

Por fim, alguns anos atrás, eu estava entre meus trabalhos me sentindo totalmente sobrecarregado. Eu estava na praia e orava enquanto observava as ondas. Percebi que as ondas são grandes o suficiente para me mover de um lugar para outro, e de repente as palavras para a criação de uma canção começaram a surgir na minha cabeça. Hoje parece um bom dia para cantar essa música novamente (se você quiser se juntar a mim, apenas invente sua própria melodia já que eu não posso compartilhar a minha):

Que as ondas da paz de Deus rolem sobre mim,

Me movendo de onde estou para onde deveria estar.

A paz de Deus é poderosa o suficiente para nos mover de um lugar de preocupação para um lugar de confiança. Isso não significa que ainda não experimentaremos o medo, mas ele finalmente será colocado em seu contexto certo — como algo que nos aproxima do nosso Deus que nos ama.

Fonte: Ministérios Pão Diário