Sr. Magalhães era um professor, muito culto e preparado, com vários doutorados. Era conhecido pelos seus trabalhos, mas também por certa dose de arrogância….

Durante suas férias, resolveu viajar e conhecer outros lugares. Chegando a uma cidade, alugou um pequeno barco para conhecer a paisagem de um belo rio. O condutor do barco era José, um simples pescador. Durante o caminho estabeleceu uma orgulhosa conversa com o pescador:
– Você sabe ler e escrever?
– Não senhor, eu não sei. Respondeu com sinceridade o pescador.
Com ar de superioridade, o professor disse:
– Você perdeu metade de sua vida por não saber ler e escrever.
Cabisbaixo, um pouco humilhado, o pescador continuou o percurso. Mas o professor não parava de perguntar:
– Você entende de negócios, política?
E o pobre pescador respondia:
– Não senhor. Só entendo de peixe.
Ironicamente o professor diz:
– Você perdeu mais uma parte de sua vida.
Nesse momento, no meio do rio, uma pedra atinge o barco e o pescador pergunta ao professor:
– Você sabe nadar?
– Não. Respondeu o professor.
– Pois então o senhor perdeu a vida toda, o barco está afundando.

Moral da História:
Às vezes as pessoas, por terem um pouco a mais de conhecimento ou acreditarem que o tem, perdem a humildade e acham-se no direito de subestimar os outros.
A vida exige muito mais sabedoria do que conhecimento.
Como eu sempre repito em minhas palestras, ser humilde não é ser menos que alguém. É saber que não somos mais que ninguém. A humildade é a base e o fundamento de todas as virtudes. Sem ela nenhuma conquista tem valor.


Reflita sobre isto.
Paz e Alegria, 
Carlos Hilsdorf
Página Oficial: Carlos Hilsdorf