Tentar controlar sua própria vida é exaustivo. Afirmamos que confiamos em Deus, mas na realidade ficamos sobrecarregados tentando consertar e controlar as situações por conta própria.

Nossa confiança em Deus se torna uma declaração que nos sentimos obrigados a proclamar em palavras, em vez de deixar ela se refletir em nossas atitudes. Quando a insegurança se instala e nos iludimos na busca por autossuficiência, acabamos nos perguntado por que nos sentimos cada vez mais exaustos.


Há exemplos específicos disso na passagem de 2 Crônicas onde podemos nos identificar. Em 2 Crônicas versos 14 e 15, Deus deu descanso a Asa em todos os sentidos por causa da sua dependência do Senhor. Deus inclusive deu vitória a Asa diante de um exército enorme. No entanto, no capítulo 16, quando o rei Asa se encontra em conflito de fronteira com o rei Baasa de Israel, Asa tem uma mudança repentina e surpreendente de comportamento.


Em vez de clamar a Deus como fez antes, Asa imediatamente se volta para seus próprios meios de lidar com a situação, fazendo mau uso do tesouro do templo e colocando sua esperança em uma imprudente aliança militar. O Resultado disso são problemas para Asa e seu povo.


Este rei, cuja fé havia resultado em vitória no passado, abre caminho para dificuldades em seu futuro ao recusar confiar em Deus no presente. Assim como Asa, nossas declarações de fé anteriores não são garantia de que confiaremos no Senhor futuramente.


Quando a vida fica difícil, podemos nos perguntar se Deus está cego ou indiferente a tudo o que estamos enfrentando. Mas há um lembrete escondido nas palavras que o profeta Hanani fala no verso 9: “Pois os olhos do Senhor estão atentos sobre toda terra para fortalecer aqueles que lhe dedicam totalmente o coração. ” Servimos a um Deus onisciente. Ele está continuamente atento a cada detalhe de nossa vida.


Além disso, Deus também quer fortalecer as pessoas que depositam confiança Nele de todo coração.

Existe alguma área em que você está abrindo uma brecha, não apenas a exaustão em sua vida, mas possivelmente para a destruição, por recusar-se a confiar em Deus? As suas ações exasperadas e controladoras têm contraposto as suas declarações de fé? Não apenas declare fé e confiança em Deus, mas viva essa fé, crendo que Deus é soberano, bom, fiel e confiável.


Ele vê. Ele sabe. Ele se importa. E podemos descansar nisso hoje.

Max Machado